Edição Sobre Ontens 2017/2



Caroline de Lara

Resumo: Com conteúdos diversificados, a partir do século XIX os almanaques de farmácia no Brasil propagaram discussões sobre nacionalidade, representando o emblema feminino da maternidade e reafirmando sua posição na sociedade, seu papel e sua identidade como guardiã da saúde e do bem estar.
Palavras-chave: Maternidade. Representação. Propagandas.


Douglas Augusto da Silva

Resumo: O cangaço foi um movimento armado que teve seu auge no século XX. Dentre os motivos: a miséria, terras injustamente repartidas, as intensas brigas de família e a insolência dos coronéis para com o pobre sertanejo. Podemos classificar estes cangaceiros como “bandidos sociais”, vistos como criminoso pela elite e como um herói pelo seu povo. Surgiram vários cangaceiros famosos, dentre os mais: Antonio Silvino, Luís Padre, Sinhô Pereira, Corisco e o mais famoso, Virgulino Ferreira da Silva, o Lampião. Durante anos uma guerra se instaurou no sertão nordestino entre cangaceiros e volante. Lampião e o cangaço ficaram eternizados na cultura nordestina.
Palavras-chave: Nordeste. Cangaço. Lampião.


João Elter Borges Miranda

Resumo: O presente artigo, como aponta o título, tem como objetivo traçar apontamentos sobre a trajetória biográfica do historiador e filósofo alemão Jörn Rüsen e contextualizar a sua teoria da história. Existem muitas formas de contextualizar o pensamento e a teoria de Rüsen. À luz do conceito de lugar social de Certeau, a reconstrução interpretativa que realizaremos se concentrará no processo perpetrado por Rüsen de construção de uma teoria da história em resposta a duas transformações que marcaram a história da historiografia ao longo do século 20: a ampliação dos objetos de estudo do conhecimento histórico e a “virada linguística”. Esse olhar macro-histórico sobre o pensador pode oferecer suporte ao melhor entendimento das bases epistemológicas sobre as quais Rüsen edificou a sua teoria da história; espera-se ainda que a compreensão mais fundamentada dessas bases contribua, por sua vez, para uma maior clareza da teoria da história ruseniana em si e, também, da complexidade do pensamento rüseniano.
Palavras-chave: Jörn Rüsen; Lugar social; Didática da História.


Rodrigo Fidélis Renauer

Resumo: Este artigo tem por objetivo analisar algumas práticas de controle social empreendidas pelo Estado imperial sob a vigência do Código Criminal de 1830. Para atender a esse propósito, buscamos analisar um documento policial conhecido por termo de bem viver. Parte-se da hipótese de que alguns comportamentos dos pobres livres eram vistos como problema à ordem imposta. Os termos de bem viver analisados neste artigo foram produzidos em Guarapuava, região limítrofe do Paraná, na última década do Império. A pessoa que fosse obrigada a assinar esse documento firmava um compromisso diante de autoridades e testemunhas, sendo obrigada a mudar sua conduta. Caso infringisse esse termo, seria processada criminalmente. Além dessas questões, mostraremos como os termos de bem viver poderiam se ajustar aos arranjos sociais de cada região.
Palavras chave: controle social; termo de bem viver; pobres livres.


Gutierre Elias Nassur Junior
Daniel Rodrigues de Lima

Resumo: O presente artigo busca compreender como era organizado o sistema escolar na Era Vargas no Estado do Amazonas em 1934, analisando o ensino da disciplina de História no ensino secundário na escola Pedro II ou Ginásio Amazonense. Utilizou-se dos conceitos de Hebe Castro em História Social como fundamentação teórica a nossa pesquisa onde é priorizada a ação dos homens como sujeitos construtores do processo histórico em seu ato de viver cotidianamente. As fontes que utilizamos além de bibliografias que tratam do tema são de cunho oficial como o Diário Oficial do Estado do Amazonas de 1934. Por fim, tem-se a pretensão de entender as mudanças educacionais ocorridas no ensino da disciplina durante esse período analisando as rupturas, permanências, continuidades e transformações no sistema educacional.
Palavras- chave: educação, ensino secundário, História, Era Vargas e Ginásio Amazonense.


Lucimara Andrade da Silva

Resumo: Este artigo tem por objetivo apresentar a história sobre a Hospedaria Danziger Hof, sendo esse local o marco zero na história da colonização de Cambé, situada no Estado do Paraná que abrigou os primeiros imigrantes no que seria então a colônia Nova Dantzig, a construção foi realizada pela CTNP que empreendeu o loteamento das terras do norte do Paraná. Além disso, também abordaremos a missão Montagli, a propaganda da terra fértil, a chegada dos primeiros habitantes, ressaltando a construção da hospedaria e as condições em que viviam essas famílias. Essa pesquisa visa destacar a importância da memória e de construções pioneiras para a história de Cambé. Dessa forma, mostraremos que a preservação desse local é fundamental, em razão da sua importância como a primeira moradia da cidade. Atualmente está preservado como Parque Histórico Municipal Danziger Hof, contém em seu acervo duas importantes casas de madeira da época e também espécies da fauna e flora nativa. O principal resultado obtido nesse estudo, foi que há um desconhecimento dos moradores sobre a história local, os que tem memórias da época são os pioneiros, para o restante da população, o parque é uma novidade ao visitarem passam a se interessar pelas suas origens. 
Palavras chaves: Imigrantes; Memória; Patrimônio Histórico.


Rafael Marcelino Tayar
Bruno Moro

Resumo: Este artigo pretende realizar um diálogo entre Francisco Adolfo de Varnhagen e Gilberto Freyre, identificando em suas obras similaridades e diferenças de pensamentos que possam em si corresponder a ideias que norteavam o campo político e social de suas respectivas épocas. Para tal, o estudo divide-se em partes complementares do entendimento, primeiramente traçando as condições sócio políticas de ambos historiadores, visando entender seus anseios pessoais, assim como as possíveis amarras institucionais enfrentadas. Numa segunda ocasião, elencar as similaridades de suas obras, pensamentos e propostas, destacando também as diferenças, e quais condições as fizeram possíveis.
Palavras-chave: Historiografia brasileira, Invenção de uma nação, IHGB.

Caroline Becher
Alef Guilherme Zangari da Silva

Resumo:  O objetivo deste trabalho é proporcionar um panorama sobre a questão agrária no Brasil, seus processos históricos bem como os paradigmas da questão agrária e do capitalismo agrário. Além disso,  apresentar uma discussão sobre o processo histórico da extensão rural e surgimento do Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural do Paraná (Emater-PR). Ainda, apresenta-se neste trabalho caracaterísticas peculiares das políticas públicas que atualmente incidem sobre o território rural brasileiro e a ação da extensão rural no estado do Paraná. Para atender os objetivos propostos foi realizado uma revisão bibliográfica referente a temática,  análise da legislação pertinente e, utilização de documentos do arquivo histórico EMATER-PR.
Palavras-chave: Questão Agrária; Histórico da extensão rural; Políticas Públicas.

Pedro Samyr de Souza Barros

Resumo: Este artigo tem como objetivo mostrar como se deu a produção e o discurso anticomunista no jornal Católico “O Semeador” da diocese de Maceió – AL. Além disso, o trabalho irá expor como alguns dos altos membros da Igreja Católica e da sociedade Alagoana agiram para ‘combater o avanço do comunismo no estado.
Palavras-chave: Anticomunismo. Discurso. Igreja.

Rodrigo dos Santos

Resumo: Este texto pontua a pobreza analisada a partir da migração, apontando como ocorreu o processo migratório dos sujeitos pobres, especialmente nos séculos XVIII e XIX, através de autores que se debruçaram na temática social da pobreza ou com íntima relação com ela, sendo uma pesquisa de cunho bibliográfico. Com isso, como resultados verificou-se que para conter esses sujeitos pobres, surgem mecanismos como canalização de água, sistema de policiamento, criação de vilas operárias e asilos. Apesar disso, essa população promoveu resistências contra esses sistemas hegemônicos de controle da classe burguesa, principalmente pelas migrações.
Palavras chave: Domesticação, Miserabilidade, Povos Pobres.

Denis Henrique Fiuza

Resumo: Segundo o parecer 003/2004, a demanda da comunidade afro-brasileira por reconhecimento, valorização e afirmação de direitos, no que diz respeito à educação, passou a ser particularmente apoiada com a promulgação da Lei 10639/2003, que alterou a Lei 9394/1996, estabelecendo a obrigatoriedade do ensino de história e cultura afro-brasileiras e africanas. Nesse sentido, analisamos a utilização da capoeira, elemento cultural gestado pelos negros na sociedade brasileira desde o período colonial, nos estabelecimentos de ensino, como proposta de aplicação da Lei 10.639/03, que tornou obrigatório o ensino de História e Cultura Afro-Brasileira e Africana na Educação Básica.
Palavra-chave: capoeira; história; relações étnico-raciais.

Artur Rômulo Batista Henrique

Resumo: O nosso trabalho se propõe a uma breve análise acerca das manifestações populares de fé no século XVIII na cidade do Rio de Janeiro, como forma de expressão cultural e resistência escrava e africana. Nosso foco são as irmandades religiosas e as devoções negras, que promoveram a vinculação dos ascendentes africanos nos meios sociais e a sua integração aos meios religiosos do catolicismo.
Palavra Chave: Irmandades de cor, Santos negros, Antigo Regime.

Adauto Santos da Rocha
José Adelson Lopes Peixoto

Resumo: O Xukuru-Kariri, objeto desse estudo é um povo indígena situado no município de Palmeira dos Índios, região Agreste do estado de Alagoas. Este artigo tem por objetivo discutir o processo de extinção dos aldeamentos em Alagoas e seu reflexo em Palmeira dos Índios, e a consequente aquisição das terras que hoje compõem a aldeia Fazenda Canto, descrevendo o protagonismo da família Ricardo, uma das treze famílias que povoaram a aldeia, à época de sua povoação. A abordagem descreve como essa família passou pelos processos históricos de silenciamento e ressurgência frente a negação do estado e da sociedade envolvente. As fontes da pesquisa constituíram-se em relatos de (10) dez membros da família Ricardo e também de moradores do distrito de Canudos (atual cidade de Belém-AL) que conviveram com os sujeitos entrevistados. Para o estudo dos relatos coletados partimos dos pressupostos teóricos de Maurice Halbwachs (2003), Lopes Peixoto (2013), Carneiro Martins (1994) e Silva Júnior (2013) como formas de evidenciar a experiência vivida pelo Xukuru-Kariri em nossa história recente.
Palavras-chave: Dispersão. História. Memória. Oralidade.

Elisiane Zvir

Resumo: Atualmente, os professores da rede pública convivem com uma escola repleta de diversidades, dentre essa diversidade se encontram os alunos surdos, esse se utilizam da Língua Brasileira de sinais para se comunicar e  a escola deve estar apta para receber esses alunos em sala de aula. Nesse sentido o objetivo da pesquisa foi entender a partir de uma analise bibliográfica a importância da presença do intérprete de LIBRAS em sala de aula e os caminhos percorridos no Brasil para o reconhecimento da comunidade surda; com a pesquisa foi possível compreender que o intérprete na  escola torna possível  romper as barreiras da comunicação e construir o conhecimento com os alunos, mas sem intérprete vai além de fazer tradução, o trabalho envolve o conhecimento e a participação da comunidade surda.
Palavras-chaves: Intérprete de Língua Brasileira de Sinais, LIBRAS, comunidade surda.

Bruno César Pereira
Ana Maria Rufino Gillies

Resumo: O presente texto apresenta o resultado de uma pesquisa desenvolvida como projeto de Iniciação Científica, tendo como objetivo realizar um estudo sobre pinturas e obras literárias produzidas ao longo da segunda metade do século XIX, para verificar o potencial das mesmas como fontes para o entendimento e a escrita da história, uma vez que há uma bibliografia que as aponta como parte do esforço para construção de uma  identidade nacional, dentro do espírito da estética romântica do período. Este breve estudo permitiu perceber que a construção da identidade nacional brasileira pautou-se em aspectos singulares, entre eles a exclusão da figura do negro e a adoção do indígena como herói nacional. Além das pinturas, as obras literárias analisadas permitiram o estudo de aspectos do cotidiano e do imaginário da sociedade imperial brasileira. Optou-se pela seleção de obras as mais conhecidas e de fácil acesso partindo-se do pressuposto de que atingiram um largo percentual de público, então e agora.
Palavras-chave: representação; imaginário; identidade nacional; sociedade brasileira século dezenove.

João Batista Correa

Resumo: Este artigo tem por objetivo analisar a freguesia de Nossa Senhora da Conceição de Santa Cruz, localizada na vila de Pirassununga, província de São Paulo. Temos em questão analisar o processo de surgimento e elevação deste local a freguesia no ano de 1879, buscando compreender o perfil dos proprietários de escravos nesta freguesia elencando aspectos sobre a escravidão e principalmente fatores políticos e locais da região.
Palavras-chaves: Santa Cruz da Conceição; Escravidão; Pirassununga; Ferrovia.

Leonardo Rodrigues Pugina

Resumo: Este artigo tem por finalidade analisar os diversos elementos do imaginário acerca da bruxaria medieval e moderna presentes na obra Harry Potter e a Pedra Filosofal, de J. K. Rowling. A obra de 1997 conta a história de um garoto que na década de 1990 descobre ser bruxo e é inserido em um universo completamente diferente do que conhecia até então, onde os bruxos possuem uma sociedade secreta elaborada e praticam magia até mesmo para as tarefas diárias. Os diversos elementos sobre o mundo da bruxaria presentes na obra fazem referência direta ao imaginário medieval e moderno acerca da figura da bruxa e seus estereótipos. Tal artigo aborda algumas dessas referências, como as vassouras, os feitiços, as poções, entre outros elementos.
Palavras chave: Imaginário; Bruxaria; Harry Potter

Jorge Luiz Zaluski

Resumo: A década de 1970 é marcada no Brasil como o período de forte tentativa de integrar-se como um país moderno. Diante desse desejo, muitas das relações sociais foram alteradas devido a novas formas de morar, trabalhar, dentre outras atividades cotidianas transformadas pelo que era visto como pertencentes a modernidade. Em busca de compreender parte da dinâmica desenvolvida na cidade de Guarapuava-PR na década de 1970 e início de 1980, por meio da documentação da Companhia de Serviços de Urbanização de Guarapuava – SURG, e Escola Ana Vanda Bassra, busca-se perceber como os ideais de modernidade foram desenvolvidos na cidades, configuraram os bairros e chegou até a escola. Acredita-se ainda que por meio da investigação dos documentos dessa escola é possível perceber parte das relações de trabalho e condição social dos/as moradores/as da região.
Palavras chave: Cidade; desenvolvimento; modernidade.

Daniela Cecilia Grisoski
Helio Sochodolak

Resumo: O presente texto apresenta resultados de um estudo referente aos processos de subjetivação de policiais militares da cidade de Ponta Grossa- Paraná, cujas trajetórias laborais ocorreram na segunda metade do século XX. Seu objetivo principal foi compreender as formas que ocorrem tais processos, a partir da realização de leituras ligadas ao filósofo Michel Foucault sobre processos de subjetivação e o conceito de experiência, contando também com a análise de material empírico. Iniciamos com um histórico da instituição denominada Polícia Militar, enfatizando a cidade de Ponta Grossa-PR. Em seguida, através de entrevistas coletadas a partir dos resultados obtidos de uma pesquisa já realizada, abordamos o cotidiano desses profissionais, procurando perceber como os mesmos se reconhecem enquanto sujeitos dentro de seus ambientes de trabalho e/ou em suas vidas particulares. Sua justificativa foi buscar uma melhor compreensão do cotidiano de tais profissionais e como os mesmos se reconhecem enquanto sujeitos dentro de seus ambientes de trabalho, visando que tais sujeitos possam vir a possuir suportes que diminuam os fatores que os prejudiquem em suas funções e vidas particulares. Percebemos que a experiência define a forma de uma pessoa se identificar enquanto sujeito (processo de subjetivação) em relação às regras impostas em seu cotidiano.
Palavras-Chave: Experiência; Polícia Militar do Paraná; Sociedade Disciplinar. 

Wanilton Dudek

Resumo: Entre os dias 29 e 31 de janeiro do ano de 1943 ocorreu na cidade de Montevidéu, capital do Uruguai, foi cediado o Congresso dos Alemães Antinazistas da América do Sul. Entre os participantes estavam membros de movimentos políticos de exilados de fala alemã do Brasil, Argentina, Uruguai, Paraguai, Chile, Peru, Colombia, Equador e Venezuela. O objetivo do encontro era discutir os rumos dos movimentos antinazistas no continente e buscar criar vínculos entre os exilados alemães que se encontravam nesses países. As maiores dificuldades encontradas no congresso foram as divergências políticas entre os participantes do evento. Entre eles haviam comunistas, sociais democratas, democratas cristãos, entre outros, originando intensas discussões a cerca dos movimentos de exilados de fala alemã na região sul da América. A imprensa escrita uruguaia  fez ampla cobertura do evento, elencando os principais tópicos de discussão dos participantes. O objetivo do presente artigo é analisar o Congresso dos Alemães Antinazistas a partir da cobertura realizada pelos jornais El país, La Mañana e La Tribuna Popular, todos de Montevidéu.
Palavras-chave: Antinazistas; Congresso; Montevidéu; Imprensa.

João Elter Borges Miranda

Resumo: O historiador e filósofo alemão Jörn Rüsen faz parte de uma geração de intelectuais que cresceu após a Segunda Guerra Mundial (1939-1945) e que pode ser contrastada com a geração intelectual anterior, que era antiga o suficiente para ter percebido de maneira mais intensa as diferenças entre a velha Alemanha e a Alemanha Ocidental. Não se trata apenas de uma questão de gerações. Ambas também estavam separadas por uma linha divisória geral entre duas tradições política e filosoficamente opostas. A geração da qual Rüsen fez parte promove, assim, uma ruptura em relação a geração precedente. Essa mudança, entretanto, também foi permeada por continuidades. No presente trabalho, objetivamos verificar unicamente parte dessas continuidades da geração anterior no pensamento rüseniano, com enfoque na perpetuação da chamada “Teoria Tradicional”. Analisaremos os pontos de convergência e divergência entre a teoria da história de Rüsen e a teoria tradicional, comparando o pensamento deste com o do filósofo Jürgen Habermas, o qual pertencia a mesma geração daquele, mas que se posiciona mais próximo da teoria crítica.
Palavras-chave: Rüsen; Teoria Tradicional; Aufklärung.

Bruno Sergio Scarpa

Resumo: O artigo visa apresentar o contexto histórico da luta do movimento negro e dos documentos legais da educação – Conselho Nacional de Educação, Diretrizes Curriculares Nacionais, Parâmetros Curriculares Nacionais, leis estaduais e municipais – com o objetivo de entender-se o processo de implantação da lei 10.639/2003. Para isso, foi realizada uma revisão bibliográfica-documental de autores que se debruçaram sobre os referidos temas: Munanga (2005), Gomes (2005), Valente (1994), dentre outros.
Palavras–chave: Relações étnico-raciais; lei 10.639/2003; formação docente; educação.

Aristides Leo Pardo

Resumo: Considerando a necessidade da História e da Geografia produzirem relevantes debates para a sociedade atual, partindo do passado e do meio que nos envolve, o presente texto tem o intuito de apresentar a utilização destas disciplinas para o ensino da História Local e de questões ambientais, produzindo o sentimento de pertencimento ao lugar, assim como gerar a reflexões para a busca de soluções necessárias para a preservação do meio ambiente. Este artigo se insere nesse debate a partir da educação, em específico do ensino de história e geografia local, com o objetivo de entender qual a concepção dos alunos dos Ensinos Fundamental e Médio em Porto União da Vitória (PR/SC), cidade oriunda nas margens do Rio Iguaçu e intrinsecamente ligada à exploração indiscriminada da madeira, em pensar os problemas ambientais da atualidade. Os procedimentos metodológicos adotados foram a leitura e interpretação de referências que abordam o tema, análise documental e aulas de campo nos locais históricos e de memória das cidades, enfatizando os assuntos ambientais.
Palavras-chave: História e Geografia. História Local. Meio Ambiente


Autores Convidados
Jana S. Rošker

Autores Convidados